Informação sobre hérnia, causas, sintomas e tratamento da hérnia do disco lombar, inguinal, perineal, epigástica, obturadora umbilical e outras,, identificando o seu diagnóstico, com dicas que permitam a cada pessoa promover a sua prevenção.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Hérnia inguinal e femoral

Uma hérnia é uma abertura ou fraqueza na parede abdominal, por meio da qual, os órgãos, tais como o intestino, podem ficar salientes. A fraqueza pode estar presente desde o nascimento ou pode desenvolver-se ao longo do tempo. Os fatores de risco que podem contribuir para o desenvolvimento de uma hérnia incluem: 
• obesidade;
• gravidez;
• prisão de ventre;
• trabalho pesado.

Os sintomas de uma hérnia irá variar de acordo com a localização e gravidade, mas podem incluir: 
• protuberância visível ou área inchada:
• protuberância que desaparece quando deitado;
• protuberância que aumenta quando tosse, faz esforço ou fica de pé;
• sensação de peso ou desconforto no abdômen, especialmente quando se curva;
• dor, especialmente ao levantar ou carregar objetos pesados;
• distúrbios digestivos, como náuseas ou prisão de ventre.

A parede abdominal é composta por diferentes camadas. Algumas áreas são estruturalmente mais fracas do que outras e mais propensas a desenvolver hérnias. Tipos de hérnia incluem: 
• hérnia inguinal 
• hérnia femoral

Hérnia inguinal
Uma hérnia inguinal ocorre quando existe um aumento da pressão intra-abdominal, causando um rasgo (ruptura) na parede abdominal. 
 Existem dois tipos de hérnias inguinais: 
 - Direta, que vai direto através das camadas musculares da parede abdominal; 
- Indireta, que é aquela que passa pelo anel inguinal na virilha ao longo do canal inguinal. Hérnia inguinal é o tipo de ocorrência mais comum, sendo mais frequente em homens do que em mulheres e particularmente comum na meia-idade. Há também outros três tipos de hérnias abdominais, tais como hérnia umbilical, ventral e incisional, que são menos comuns.

Hérnia femoral
Uma hérnia femoral ocorre no canal femoral, na parte superior da coxa onde a perna se junta ao tronco. Intestinos forçam seu caminho através do músculo fraco do canal femoral até que se projetam. Apesar de a hérnia femoral não ser muito comum, existe um elevado risco de complicações se não for tratada. Hérnia femoral tende a ocorrer em pessoas mais velhas e é mais frequente em mulheres do que em homens.

POSTAGENS POPULARES

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL